Mesmo sem sair da mesmice Jurassic World: Reino Ameaçado, explora novos elementos, e passeia por gêneros diferentes.

Jurassic World: Reino Ameaçado

Quando se trata de um filme do universo de Jurassic Park, o máximo que se espera é um filme divertido, com cenas de tirar o fôlego, um roteiro de aventura simples, para assistir nas tardes de sábado com a família, foi assim com os 3 primeiros filmes da franquia e com o primeiro da nova “era”, mas mesmo sem sair do habitual, Jurassic World: Reino Ameaçado, o quinto filme da franquia, tem algo de diferente.

O que mudou?

De certo modo ele não é tão simples como os outros, diferente dos seus antecessores que se limitavam em apenas fazer um bom trabalho entregando um bom filme de aventura, Jurassic World: Reino Ameaçado vai além, e se permite passear suavemente entre dois gêneros de maneira sútil; na primeira parte temos uma aventura clássica, com perigos diversos mas que agora também são ameaçados por uma catástrofe natural iminente, com referências claras dos filmes antigos, seja visualmente como posicionamento de câmera ou ação dos dinossauros, e transiciona lentamente para um clima mais sombrio e tenso,aproximando um pouco do gênero terror, resgatando características não exploradas desde o primeiro filme, traz referências aos antigos filmes da franquia os misturando com cenas clássicas do terror, utilizando de sombras e movimentação de câmera que em algumas partes chega a arrepiar.

100%?

É claro que o filme não é perfeito, mais uma vez o roteiro traz alguns erros dos filmes anteriores, como o dinossauro que convenientemente chega sempre na hora certa, ou os antagonistas humanos extremamente caricatos, e sem profundidade, mas que de certo modo são eficientes e úteis para o filme, os protagonistas humanos super fortes e invencíveis, e um personagem em questão que supostamente serviria como alivio cômico, mas além de ser inútil para a narrativa, é extremamente irritante.

Pontos positivos

Chris Pratt Jurassic World

Mas tudo isso é compensado, além de uma narrativa empolgante, o filme também abre espaço para conversas sérias que vem a tona todo momento durante o filme. também conta com o  ótimo desempenho dos atores, principalmente Chris Pratt que parece estar bem mais a vontade no seu segundo filme na franquia,  e os efeitos especiais que nunca decepcionam.

Jurassic World: Reino Ameaçado: