A Leap Motion (não confundir com Magic Leap) está lançando hoje seu projeto North Star. Um headset de realidade aumentada super barato (menos de US100), com foco no seu poderoso sensor de rastreamento, capaz de reconhecer os gestos das mãos com maior precisão e fluidez. Lembrando que eles vem trabalhando nessa tecnologia desde 2012.

É excelente que tenham empresas fazendo pesquisas em realidade virtual  e aumentada em vista que a potencialidade dessas tecnologias são gigantes, tanto para o ramo do entretenimento quanto para a indústria. Infelizmente o North Star ainda não é um dispositivo para as grandes massas, nem sequer está sendo vendido para desenvolvedores. Em vez disso, a empresa está lançando as especificações de hardware e software sob uma licença de código aberto.

“Esperamos que esses projetos inspirem uma nova geração de sistemas AR experimentais que mudará a conversação de como um sistema de AR deve parecer, para como uma experiência AR deve ser”, escreve a empresa. 

O desing do headset conta com duas telas de 3.5 polegadas LCD ambas taxa de atualização de 120 quadros por segundo (campo visual acima de 100 graus de diâmetro) e resolução de 1600×1440 por olho. O sensor que fica acima dos olhos rastreia o movimento da mão em um campo de visão muito amplo, em torno de 180 graus na horizontal e na vertical.Leap motion

Tudo isso foi possível, mantendo o design do headset da North Star fundamentalmente simples – menos de cem dólares para produzir em escala. Portanto, embora essa ainda seja uma plataforma experimental no momento, esperamos que o próprio design gerará mais empreendimentos que se tornarão disponíveis para o resto do mundo”, diz David Holz co-fundador da empresa.

A Leap Motion deixou claro em uma declaração para o The Verge que a empresa não vai entrar no mercado, para competir com outros dispositivos de realidade virtual como o Holo Lens ou a Magic Leap, seu interesse é apenas implementar sua tecnologia nos dispositivos já existentes, elevando assim a qualidade dos mesmos.